Com oito semanas de gravidez, exame consegue identificar sexo do bebê

O que causa a dor na virilha na gravidez?
18 de dezembro de 2017
DSTs: Conheça sinais e sintomas da gonorreia e da sífilis
20 de dezembro de 2017
Show all

A curiosidade em saber o sexo do bebê é a primeira expectativa a se instalar quando um casal descobre que está grávido. Com ela, vêm os planos para o quarto, a compra do enxoval, o significado do futuro nome, além de todos os detalhes que completam o sonho dos pais na chegada de uma nova vida. Agora, é possível ter essa evidência, com uma taxa de 99% de acerto a partir da oitava semana de gestação por meio do exame de sexagem fetal.

Anteriormente, somente a ultrassonografia possibilitava essa determinação, mas para obter um diagnóstico com precisão, é necessário que a mãe esteja com 16 semanas de gravidez. Porém, no dia de realização do procedimento, os pais ainda correm o risco de o bebê não estar em uma posição que ofereça ao médico uma imagem adequada do órgão sexual do feto.

Diferentemente do ultrassom, que é um exame feito por imagem e consegue indicar apenas uma sugestão de sexo, a sexagem fetal analisa o DNA do neném com base no sangue colhido da mãe. Durante a gravidez, o DNA do feto é transferido para o sangue da mãe pela placenta. Investigamos a amostra de 20ml de sangue da gestante para verificar a presença de cromossomos Y, específicos do gênero masculino, já que o feminino só tem X.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *