Novos tratamentos para os miomas evitam a retirada do útero

O que é a cervicite e como prevenir?
6 de abril de 2017
Amamentação diminui crises de enxaqueca no pós-parto
6 de abril de 2017
Show all

Mioma! A maioria das mulheres que tem morre de medo de ter que retirar o útero. Assusta mesmo, mas o Bem Estar desta sexta-feira (10) apresenta a embolização, uma técnica que trata o mioma e preserva o útero. O ginecologista Renato Kalil explica como funciona.

E mais: quase 80 milhões de brasileiros têm varizes. O cirurgião vascular, Sérgio Belczak, explica como tratar e fala ainda sobre um tipo de varizes que muitas vezes é confundida com a endometriose: as varizes pélvicas.

Técnica de embolização – Embolização é uma técnica pouco invasiva que entope artérias ou veias que estão causando ou piorando um problema. A técnica é usada em 3 situações: mioma, para o tratamento de varicoceles e varizes pélvicas.

Existem 3 tipos de mioma: dentro, fora e no músculo do útero. O tratamento varia de acordo com o tipo de problema.

Os miomas precisam ser retirados quando são muito grandes, pequenos, mas sintomáticos ou estão fora do útero comprimindo outros órgãos, como a bexiga e o intestino. Os miomas não precisam ser retirados quando são pequenos e assintomáticos.

É preciso tirar o mioma para engravidar? Sim. Todo mioma dentro do útero, independente do tamanho, tem que ser retirado em casos em que a mulher pretende engravidar. O primeiro motivo é que ele ocupa um espaço e impede que o embrião grude no órgão. O segundo motivo é que durante a gravidez, quando há um bombardeio de estrógeno, o mioma pode dobrar de tamanho.

Fonte: http://g1.globo.com/bemestar/noticia/novos-tratamentos-para-mioma-evitam-a-retirada-do-utero.ghtml

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *