Cisto Ovariano

O que é?

Cistos de ovários são tumores cheias de líquidos ou sólidos que se formam dentro do ovário. Existem diversos tipos de cistos ovarianos. O mais comum deles é o cisto funcional, caracterizado por estímulos hormonais e principalmente pela ovulação. Os outros tipos de cistos existentes não estão relacionados ao ciclo menstrual e são bem menos comuns. São os casos dos cistos dermoide, cistadenoma.

 

Origem

Alguns fatores são considerados de risco para uma mulher vir a desenvolver cistos de ovário:

  • Histórico familiar de cistos ovarianos funcionais
  • Uso de medicamentos para impulsionar a ovulação.

 

Principais Sintomas

A maior parte dos casos de cistos de ovário passa desapercebida, pois não manifestam sintomas. Os sintomas que ocorrem normalmente são dor ou irregularidade no período menstrual.

É provável que um cisto ovariano cause dor se:

  • Aumentar de tamanho;
  • Sangrar;
  • Romper-se;
  • For torcido;
  • Entre outros, os sintomas dos cistos ovarianos são;
  • Inchaço no abdôme;
  • Dor ao evacuar;
  • Dor na pélvis pouco antes ou depois do início do período menstrual;
  • Dor durante as relações sexuais ou dor pélvica ao mover-se;
  • Dor pélvica súbita e forte, frequentemente acompanhada de náusea e vômito, podendo ser um sinal de torção do suprimento sanguíneo do ovário ou de ruptura de um cisto acompanhada de sangramento interno.

Os cistos foliculares (ovulatórios) não costumam provocar alterações nos períodos menstruais, sendo mais frequentes com cistos de corpo lúteo. Alguns cistos podem provocar náuseas ou sangramentos.

 

Diagnóstico

Geralmente, um cisto no ovário pode ser identificado em um simples exame pélvico. Mas para determinar o tamanho e o tipo exato do cisto, o médico deverá recorrer a outros exames, como por exemplo:

  • Ultrassom pélvico e/ou endovaginal, Ressonância Magnética:
    • O exame de imagem possibilitará ao médico identificar o tamanho do cisto e também sua composição (se é sólido, fluido, misto, etc);
  • Laparoscopia:
    • Por meio de um laparoscópico, o médico poderá examinar mais atentamente a região dos ovários em busca de um cisto;
  • Tratamento
    • O tratamento depende muito da idade da paciente, dos sintomas do tamanho e do tipo do cisto. Muitas vezes, o cisto desaparece por conta própria, dispensando a terapia (no caso dos estimulados por hormônios). Isso pode demorar alguns meses. Para garantir que o cisto regrediu completamente, podemos confirmar com acompanhamento de ultrassons e exames pélvicos periódicos.

 

Tratamento

O tratamento depende muito da idade da paciente, dos sintomas do tamanho e do tipo do cisto. Muitas vezes, o cisto desaparece por conta própria, dispensando a terapia. Isso pode demorar alguns meses. Para garantir que o cisto se foi completamente, ele poderá pedir ultrassons e exames pélvicos periódicos. Caso esta não seja uma opção ou caso o cisto não vá embora sozinho, existem outros meios para tratar a doença.