Verão pede cuidados extras contra a candidíase

Como cuidar da saúde feminina no verão
8 de janeiro de 2019
Fatores de risco da Clamídia
15 de janeiro de 2019
Show all

O intenso calor do verão favorece o aparecimento da candidíase, uma infecção ginecológica que causa corrimento e coceira vaginal, entre outros sintomas. Ficar com o biquíni molhado por muito tempo e usar calças apertadas são alguns dos fatores que contribuem para desenvolvimento dessa doença.

1. Qual a principal infecção ginecológica de verão e por que ela aparece nessa época?

A principal infecção ginecológica do verão é a candidíase. Ela é causada por um fungo, a cândida, que habitualmente é encontrada no intestino das mulheres. Por algum desequilíbrio na defesa do organismo feminino, ocasionado pelo estresse, calor excessivo, uso de roupas úmidas, uso de antibióticos, esse fungo acaba contaminando a vagina e gerando alguns sintomas.

2. Quais os sintomas dessa infecção?

Um dos sintomas de candidíase mais comum é um corrimento esbranquiçado com grumos, acompanhado de ardor ou coceira na vagina.

3. A candidíase atinge mais adolescentes ou mulheres adultas?

Atinge ambas as faixas etárias.

4. Essa infecção é contagiosa?

Se a mulher tiver relação sexual sem o uso de preservativo, o homem pode se contaminar com o fungo. Mas, na grande maioria das vezes, o homem não apresenta nenhum sintoma.

5. Quais as formas de tratamento?

O tratamento é feito com antifúngicos por via oral, associado a um antifúngico na forma de creme vaginal, mediante orientação médica.

6. O que acontece se a mulher não realizar o tratamento?

Os sintomas tendem a se tornar insuportáveis, com ardor intenso, coceira vaginal e inflamação da vulva. Isso impede as atividades diárias e relações sexuais.

7. Como prevenir o aparecimento dessa infecção?

Para prevenir o aparecimento da candidíase, algumas medidas devem ser adotadas:

  • Evitar manter o biquíni molhado no corpo por muito tempo
  • Dormir sempre sem calcinha
  • Evitar o uso de absorventes diários (protetores de calcinha)
  • Evitar o uso de calças muito apertadas que favoreçam o aumento do calor local vaginal
  • Estimular a imunidade do corpo, praticando exercícios físicos, aliviando o estresse, dormindo bem e mantendo uma alimentação saudável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *