Conheça alguns mitos e verdades sobre o câncer de mama

Câncer de mama: O que é, tipos e fator de risco
25 de outubro de 2018
Fadiga pode ser um sintoma de endometriose, mostra estudo
1 de novembro de 2018
Show all

1. Mito: A maioria dos cânceres de mama ocorrem em famílias.

Fato: acredita-se que apenas cerca de 5% a 10% dos cânceres de mama sejam hereditários, o que significa que eles são causados ​​por genes anormais transmitidos de pais para filhos. Estilo de vida e fatores ambientais podem ter um impacto muito maior no risco de câncer de mama.

2. Mito: Não há nada que você possa fazer para diminuir o risco de desenvolver câncer de mama.

Fato: Um estilo de vida inconsequente e fatores ambientais têm um impacto muito maior no risco de desenvolver câncer de mama. Para manter seu risco o mais baixo possível, mantenha um peso saudável, faça exercícios regularmente e limite a quantidade de álcool que você ingere.

3. Mito: Sutiãs causam câncer de mama.

Fato: Sutiãs não causam câncer de mama. Nem os mais apertados. Um estudo científico de 2014 analisou a relação entre usar sutiã e ter câncer de mama. Não houve diferença real no risco entre mulheres que usavam sutiã e mulheres que não usavam sutiã.

4. Mito: Mamografias regulares previnem o câncer de mama.

Fato: as mamografias não previnem o câncer de mama, mas podem salvar vidas encontrando o câncer de mama o mais cedo possível, quando ele é mais tratável.

5. Mito: Os antitranspirantes causam câncer de mama.

Fato: Não há evidências científicas para apoiar a alegação de que os antitranspirantes causam câncer de mama, seja por causa do acúmulo de toxinas ou exposição ao alumínio.

6. Mito: Sua chance de contrair câncer de mama diminui conforme o avançar da idade.

Fato: O maior fator de risco para o câncer de mama é ser uma mulher com mais de 50 anos de idade. Mais de 80% dos novos cânceres de mama diagnosticados a cada ano no BC são em mulheres com 50 anos ou mais.

7. Mito: Você não pode desenvolver câncer se tiver implantes mamários.

Fato: Mulheres com implantes mamários devem fazer mamografias regularmente. Tenha em mente que você não poderá marcar uma consulta diretamente com o profissional responsável, uma vez que poderá necessitar de posicionamento especial e, possivelmente, de algumas imagens adicionais.

Entre em contato com o seu provedor de cuidados primários para obter uma referência para um mamograma de triagem em um consultório de diagnóstico por imagem.

8. Mito: Todos os cânceres de mama podem ser detectados em uma mamografia.

Fato: Nenhum teste de triagem é perfeito e com a mamografia não é exceção. Fatores como idade ou densidade da mama podem influenciar a aparência do tecido mamário em uma mamografia, tornando os cânceres mais ou menos difíceis de reconhecer.

Em geral, mamografias de triagem são menos eficazes em mulheres jovens porque tendem a ter mamas mais densas. Cerca de 25% dos cancros em mulheres entre os 40 e os 49 anos não são recolhidos por uma mamografia de rastreio, em comparação com cerca de 10% em mulheres com mais de 50 anos.

9. Mito: As mamografias são inseguras e ineficazes.

Fato: mamografias de triagem são o padrão-ouro internacional para a detecção precoce do câncer de mama. As mamografias geralmente podem encontrar nódulos 2 ou 3 anos antes que uma mulher ou seu médico possa senti-los.

10. Mito: A exposição à radiação durante uma mamografia pode causar câncer.

Fato: As mamografias requerem doses muito pequenas de radiação – o equivalente a 6 meses de exposição à radiação de fundo da vida diária. O risco de danos causados ​​por essa quantidade de exposição à radiação é baixo, e os benefícios superam o risco.

Além disso, nunca houve um caso de câncer de mama comprovadamente causado pela exposição à radiação durante uma mamografia.

11. Mito: Você não precisa ser examinada/o antes dos 40 anos.

Fato: A triagem de rotina não é recomendada para mulheres com menos de 40 anos, porque o risco de câncer de mama é baixo. Além disso, mamografias de triagem não são tão eficazes na detecção de câncer de mama em mulheres mais jovens, porque geralmente elas têm um tecido mamário mais denso, o que pode dificultar a detecção de câncer de mama em uma mamografia.

No entanto, os hospitais e clínicas costumam aceitar mulheres com alto risco de desenvolver câncer de mama com menos de 40 anos com o encaminhamento de um médico. Por favor, consulte o seu prestador de cuidados primários para mais informações.

12. Mito: Todos os cânceres de mama são fatais.

Fato: Nem todos os cânceres de mama são fatais, mas a maioria dos cânceres crescerá se não for tratada. Alguns cancros detectados pelo rastreio podem nunca causar qualquer dano, mas não é possível dizer quais os cancros que irão (ou não irão) transformar-se num cancro com risco de vida no futuro.

13. Mito: A compressão dos seios causa câncer.

Fato: Não há evidências científicas de que a compressão da mama cause câncer. Além disso, a compressão da mama durante a mamografia não pode fazer o câncer se espalhar.

A compressão da mama durante uma mamografia ajuda a separar o tecido mamário para revelar quaisquer anormalidades. Também ajuda a manter a mama no lugar, o que elimina o desfoque na imagem.

14. Mito: As mamografias realizadas em uma clínica são melhores do que as realizadas por um serviço de mamografia móvel.

Fato: Se você visitar uma clínica permanente ou temporária, criada por um serviço de mamografia móvel, todos são igualmente credenciados e efetivos, e em ambos os casos, será fornecido informações de alta qualidade.

Em todos os locais móveis, você encontrará uma equipe profissional e amigável, que ficará feliz em responder todas as suas dúvidas e tornar sua consulta confortável e agradável, assim como numa clínica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *