Pílula, DIU, camisinha… Existe método anticoncepcional 100% seguro?

Veja os 5 principais mitos da fertilidade
5 de setembro de 2018
Quais são os métodos anticoncepcionais mais seguros?
10 de setembro de 2018
Show all

Entenda até que ponto os contraceptivos que existem atualmente são capazes de evitar uma gravidez indesejada.

É tão certo quanto a existência do frio e do calor: sempre que uma mulher revela que engravidou sem querer e que não está preparada (psicológica, física ou financeiramente) para levar a gestação adiante, surge alguém para acusar: “Se tivesse se cuidado, isso não teria acontecido. Por que não usou um anticoncepcional?”. A mulher em questão pode jurar que estava tomando pílula anticoncepcional, que usava DIU, que o parceiro estava de camisinha, mas quem acusa finge que não ouve e insiste que “era só se proteger”. Afinal, existe método anticoncepcional 100% seguro?

A resposta pura e simples é um redondo não.

No caso da pílula, existe a tomada real e a tomada ideal. A ideal seria tomar o comprimido todo dia no mesmo horário, não tomar nenhum remédio que interfira e saber que diarreia e vômito até duas horas após a tomada pode influenciar. O DIU pode falhar por mau posicionamento. A laqueadura pode ter a reversão por um problema anatômico, quando o lugar que foi ligado abre novamente, assim como a vasectomia.

A eficácia para prevenir uma gravidez depende não apenas da proteção de cada método, mas também de seu uso correto e consistente. A taxa de falha tende a ficar menor à medida que as usuárias se tornam mais experientes em um determinado método, e a consulta regular com o ginecologista tem o potencial de diminuir as possíveis falhas. Porém o risco não será zero. Não existe, até o momento, anticoncepcional 100% seguro.

 

 

 

Fonte: mdemulher.abril.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *