Veja os 5 principais mitos da fertilidade

Qual a diferença entre endometriose superficial e profunda?
3 de setembro de 2018
Pílula, DIU, camisinha… Existe método anticoncepcional 100% seguro?
7 de setembro de 2018
Show all

Os cinco principais mitos da fertilidade dos pais que desejam engravidar foram listados pelo portal australiano Kidspot. Você conhece todos?

1. Estou em forma, logo vou engravidar!

Você pode estar em forma, mas existem muitos outros fatores que afetam seu nível de fertilidade. A sua idade (a fertilidade diminui com a idade), hábitos de vida (fumar, ingerir álcool e estresse podem ter um impacto negativo), condições médicas (endometriose é um dos casos); e contato frequente com toxinas prejudiciais (pesticidas agrícolas, tintas,etc).

2. A saúde reprodutiva do homem é tão importante como a mulher quando se tenta engravidar

A saúde reprodutiva masculina é realmente tão importante quanto a da mulher e também contribui para otimizar as chances de um bebê saudável. Estudos apontam que 30% da infertilidade é devida ao fator masculino.

Alguns distúrbios nos homens podem ser causados por problemas hormonais, problemas genéticos e problemas de estilo de vida. A gravidez precisa de um espermatozoide e óvulo saudáveis para ter sucesso – um esperma saudável deve ter estas qualidades: boa contagem, boa motilidade, boa forma e não deve haver bloqueios nos ductos reprodutivos.

3. Até chegar à menopausa, ainda teria muitos óvulos

As mulheres nascem com um número finito de ovos que reduzem gradualmente com a idade. As taxas de concepção para casais normais e saudáveis são, na melhor das hipóteses, de 20 a 25% por ciclo menstrual. Quando uma mulher atinge a idade de 35 anos, sua fertilidade começa a declinar e aos 40 anos, estima-se que sua taxa de concepção esteja na faixa de 8 a 10% ao mês. Vale dizer que a fertilidade de um homem também diminui gradualmente a partir dos 38 anos.

4. Durante e logo após a ovulação é a melhor hora para tentar

Você está realmente mais fértil durante os poucos dias que antecederam a ovulação e o dia da ovulação, pois é quando o óvulo foi liberado na tuba uterina e está pronto para a fertilização.

Entretanto, o óvulo pode sobreviver por até 24 horas após a ovulação, enquanto o esperma pode sobreviver por até dois dias e fertilizar um óvulo nas trompas de Falópio. O que conclui, que, a mulher que deseja engravidar deve aproveitar essa janela de fertilidade fazendo sexo desprotegido todos os dias ou a cada dois dias. Isso lhe dará a maior chance de alcançar a concepção.

5. Eu sou jovem, então será fácil conceber!

O mais jovem que você tenta engravidar, melhor, pois a quantidade de óvulos e espermatozoides é maior. Igualmente importante, a saúde é fundamental para alcançar a gravidez – garanta que você não está acima do peso ou abaixo do peso.

Estudos mostraram que um IMC (Índice de Massa Corporal) dentro da normalidade pode garantir que a ovulação aconteça normalmente, aumentando assim as chances de gravidez.

Também é muito importante para os homens garantir um IMC saudável e, os estudos associaram consistentemente a obesidade a uma contagem menor de espermatozoides, porque, naqueles com excesso de peso, os níveis de testosterona caem enquanto as quantidades de estrogênio aumentam.

 

 

 

Fonte: bebemamae.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *