Menopausa precoce?

Especialistas dão novas recomendações sobre menopausa
15 de agosto de 2018
Gravidez de mulher com mais de 50 avança 37% em 10 anos
20 de agosto de 2018
Show all

Há vários fatores que levam a mulher a não menstruar como, por exemplo, estresse emocional, atividade física em excesso, obesidade, perda abrupta de peso, uso de determinadas medicações e doenças raras. Há também desequilíbrios hormonais que interrompem a ovulação – eles podem ser causados por uma síndrome de ovários policísticos, que apresenta sintomas como oleosidade excessiva da pele, acne e aumento dos pelos, ou por uma alteração na tireoide, que provoca ganho ou perda excessiva de peso, muito ou pouco sono, dependendo do problema.

Tudo isso precisa ser avaliado pelo seu ginecologista junto com exames físicos, clínicos, de imagem e hormonais para saber exatamente por que você não está ovulando. Com um diagnóstico correto é possível indicar indutores de ovulação para que você volte a ter um ciclo menstrual regular e consiga engravidar.

Agora, se você estiver sentindo irritabilidade excessiva, insônia e ondas de calor – os chamados fogachos, que geralmente acontecem à noite, com aquecimento excessivo em regiões como tronco e cabeça – , pode ser sinal de uma menopausa precoce, ou seja, antes dos 40 anos. Vale também perguntar à sua mãe qual foi a idade em que ela entrou na menopausa, porque o componente genético é superimportante para saber se a sua menstruação vai acabar cedo.

Se for realmente uma menopausa, não há a possibilidade de você engravidar por vias normais, pois a sua reserva de óvulos já se esgotou. Nesse caso, a gravidez só poderia acontecer por meio de uma doação de óvulos.

 

 

 

Fonte: revistacrescer.globo.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.