Mulheres devem tomar mais cuidado com a saúde durante o verão

Câncer de mama atinge cada vez mais mulheres abaixo de 30 anos
24 de outubro de 2017
Cuidados e tratamento para dor pélvica crônica
26 de outubro de 2017
Show all

Com a chegada do verão os cuidados com a saúde devem ser redobrados. O uso do protetor solar é indispensável, evitando problemas de pele no futuro e a ingestão de líquidos deve aumentar para não desidratar. Já as mulheres devem ter uma atenção especial durante a estação mais quente do ano para não desenvolver alguns tipos de doenças ginecológicas.

“Com o aumento da temperatura durante essa época, é comum as pessoas frequentarem mais as praias e as piscinas para se refrescarem, mas o público feminino precisa ficar atento para não ficar muito tempo com peças de roupas molhadas porque isso acaba aumentando a umidade e a temperatura. Isso acaba modificando o PH da região genital, o que gera as condições ideais para o desenvolvimento de bactérias, fungos e protozoários no local”, alertou Carmem Nascimento, responsável técnica da saúde da mulher da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).

“Roupas apertadas, abafadas com tecidos sintéticos e a higiene pessoal malfeita são outros fatores que contribuem para o aparecimento dessas doenças”, completou.

Ainda de acordo com a técnica da Sesau, as principais doenças genitais dessa estação são a candidíase, a tricomoníase e a vaginose bacteriana. “Os sintomas são bastante parecidos com dores na hora de urinar, corrimento com um mau cheiro forte, dor vaginal, coceira e ardor na região. Outro cuidado que deve ser tomado é o uso do preservativo durante as relações sexuais, já que essas infecções podem ser transmitidas pela via sexual”, explicou Carmen Nascimento.

Mulheres conscientes

Vitória Caroline dos Santos, 24, teve o seu primeiro filho há poucos meses e durante a gestação tomou todos os cuidados necessários para não desenvolver nenhuma dessas doenças.

“Durante a gravidez fiquei preocupada com relação a essas doenças mesmo não sendo verão, mas por Maceió ser uma cidade muito quente e eu usava calças e shorts jeans. A minha ginecologista aconselhou a usar roupas com tecidos mais leves e também me receitou alguns medicamentos para equilibrar o PH vaginal e assim evitar contrair essas infecções durante a gestação”, disse a jovem.

Outro caso é de Walquíria Wanderley, 63, aposentada, que sabe dos cuidados básicos que devem ser tomados para evitar as doenças.

“Sempre fui muito atenta com a minha higiene pessoal. Quando os dias estão mais quentes sempre uso roupas mais leves e ventiladas, com tecido de algodão, porque segundo a minha ginecologista facilita a circulação de oxigênio”, relatou a aposentada, que por seguir todas essas indicações e ir constantemente ao médico nunca teve nenhuma das doenças.

Tratamento

De acordo com Carmem Nascimento o tratamento é simples. “Caso a mulher tenha algum incômodo, pode se dirigir a qualquer Unidade Básica de Saúde, onde os profissionais de saúde orientarão para o início mais adequado para qualquer uma das infecções”.

“Dependendo da gravidade da infecção e das condições do sistema imunológico o próprio organismo consegue combater sem a utilização de medicamentos. Mas normalmente o tratamento é feito por meio de remédios de via oral ou aplicação de pomadas na região e todas as mulheres devem procurar orientação médica ao sentir qualquer desconforto na região intima”, finalizou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.