Falando de Sexo: saiba tudo sobre a camisinha feminina

De fácil diagnóstico, clamídia pode levar à infertilidade se não tratada
17 de outubro de 2017
Disfunções sexuais atingem mais da metade das mulheres com endometriose
19 de outubro de 2017
Show all

camisinha feminina é diferente da masculina em diversos aspectos. Alguns deles são: pode ser colocada até oito horas antes da transa e não precisa ser tirada logo depois que o homem ejacular. É aconselhável que a mulher experimente o preservativo antes do ato e que nunca a use ao mesmo tempo que seu parceiro usa a masculina. E lembre-se: use sempre a camisinha independente da escolha pela feminina ou masculina!

Vantagens

/// A camisinha feminina protege uma área maior que a camisinha masculina, prevenindo mais a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis.

/// Ela é feita de um material mais resistente, hipoalérgico (com menor risco de causar alergias).

/// O plástico com o qual é produzida é mais fino e não tem cheiro.

Desvantagens

/// Essa camisinha tem inconvenientes: é mais cara que a masculina e algumas pessoas não gostam de sua aparência, pois é um tubo com 17 cm de comprimento, sendo que 3 cm devem ficar para fora da vagina.

/// Há um anel em cada extremidade. Um deles “prende” a camisinha dentro da mulher e o outro cobre os lábios da vagina.

/// Este preservativo é feito em um só tamanho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.