Anticoncepcional Injetável – Mais Benefícios ou Desvantagens?

Gravidez e Anticoncepcional – Dúvidas
27 de setembro de 2017
Dicas de prevenção da infecção urinária
2 de outubro de 2017
Show all

Uma ótima opção para mulheres esquecidas, o anticoncepcional injetável pode ser a solução para quem adota como contraceptivo a forma hormonal. O anticoncepcional oral ainda é o mais usado para evitar a gravidez e ele normalmente é usado durante um período de 21 dias com intervalo de 7 dias para pausa.

Alguns são específicos de 24 pílulas com pausa de 4 dias. Porém, pode ser desvantajoso em casos que a mulher esqueça o anticoncepcional com frequência. A sua ingestão diariamente ou até mesmo com prazos de horários diferenciados, já que perde a eficácia da prevenção da gravidez um esquecimento de mais de 12 horas.

Esquecimento do Anticoncepcional Oral

Uma mulher que esquece a pílula mais de uma vez ao mês, deve pensar seriamente em conjunto com o seu ginecologista sobre uma outra forma de prevenção, e ai que o anticoncepcional injetável entra em cena. Ele age da mesma forma que o anticoncepcional oral, com a vantagem de ser aplicado apenas 1 vez ao mês (anticoncepcional injetável mensal) ou no caso de anticoncepcional injetável trimestral, de 3 em 3 meses.

Tanto a pílula oral como o anticoncepcional injetável, usam hormônios para bloquear a ovulação. A diferença realmente, é apenas a forma com que é usado. A maioria dos anticoncepcionais injetáveis são usados pela primeira vez no primeiro dia da menstruação e após esse período, aplicados novamente entre o 7º e o 10º dia do ciclo. Sempre contado à partir do dia de sangramento vivo da menstruação, o mesmo com anticoncepcional injetável de uso prolongado.

Anticoncepcional Injetável é Feito do Que?

Como o anticoncepcional oral, o anticoncepcional injetável pode ser feito de à base de progesterona ou estrogênio, que se usado durante todo o ciclo não deixa o ciclo ovulatório acontecer e mulher não ovular. Depois de aplicado o anticoncepcional injetável, libera pequenas quantias hormonais diárias para a finalidade de prevenir uma gravidez indesejada.

No caso de anticoncepcional injetável, a base dele pode ser tanto de progesterona quando de estrogênio. Já a injeção trimestral é a base de progesterona, assim, são de maior duração pois são absorvidos bem lentamente pelo organismo. O anticoncepcional injetável à base de estrogênio, tem um ótimo resultado quando se trata de diminuir os sintomas de TPM.

Contudo, um grande inconveniente são os escapes. Esses escapes são devido a baixa de progesterona no organismo e o aumento de estrogênio. O escape pode aparecer quando menos se espera e muitas vezes quando se esta desprevenida sem um absorvente a mão.

Vantagens e Desvantagens

Uma grande vantagem desse tipo de contraceptivo é a diminuição também, de riscos de câncer de colo de útero e ovários. Mas podem ser maléficos a mulheres que tem hipertensão por ocasionar doenças vasculares.

O primeiro ciclo tanto com a pílula oral como com injetáveis deve ser preservado por haver ainda o risco de gravidez. À partir do segundo ciclo com uso continuo, a mulher já estaria protegida de engravidar. Com uso de anticoncepcional trimestral, à partir da segunda semana já seria um prazo seguro pra manter relações seguras apenas com anticoncepcional.

Injeção Anticoncepcional Engorda?

Muitas mulheres ainda tem uma resistência com anticoncepcional injetável pelo mito de que a faria engordar e não é uma lenda sabia? A desvantagem de anticoncepcional injetável a base de progesterona é que esses podem causar inchaços na mulher dando a impressão que engordou.

Normalmente é um inchaço por retenção de líquidos, semelhante ao que acontece no inicio da gravidez. Essa injeção anticoncepcional a base de progesterona costuma ser usada após o parto e é muito eficaz em casos de amamentação. Além disso, anticoncepcionais à base de progesterona, também podem ter como efeito colateral sintomas de gravidez já que a progesterona também é um hormônio presente na nesta fase.

O anticoncepcional injetável a base de estrogênio são menos suscetíveis a esses inchaços, mas dependendo de como o organismo reage, pode acontecer de algumas mulheres engordarem ou incharem. Mulheres que pretendem engravidar após o uso de contraceptivos injetáveis devem saber que pode levar de 3 a 6 ciclos para que o hormônio saia totalmente do organismo. Algumas mulheres ficam até 4 meses sem menstruar após deixar de tomar o medicamento e é normal que aconteça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *