Primeiros sinais de cisto no ovário que a mulher precisa saber imediatamente

Enfrentamento positivo ajuda mulheres com endometriose
3 de agosto de 2017
Saiba quais os alimentos e bebidas podem oferecer riscos durante a gravidez
7 de agosto de 2017
Show all

Uma das possibilidades que ameaçam a saúde das mulheres é o desenvolvimento de cistos nos ovários. Por essa razão, é útil saber mais sobre os cistos ovarianos, sobre os sintomas que podem denunciá-los e sobre os tratamentos que costumam ser aplicados quando surgem.

Esses cistos podem aparecer em qualquer fase da vida da Mulher, embora sejam mais comuns nos anos férteis da vida. Parecem-se com pequenos saquinhos preenchidos por fluido como ar ou líquidos (ou semilíquidos).

Eles são causados por algum tipo de desequilíbrio hormonal.

Às vezes, esses cistos desaparecem por conta própria – em muitos casos, antes que possam causar sintomas. Porém, há casos em que eles persistem e podem causar sintomas tais como dor abdominal ou na região da pélvis, náuseas e vômitos, irregularidade menstrual, dor intensa no fundo de partes como costas ou coxas e dor ao evacuar.

Alguns sintomas podem piorar durante o sexo, quando a mulher está ovulando ou devido aos movimentos do intestino. Entre os motivos que podem levar os cistos a causar dor estão o aumento de tamanho deles, o rompimento, sangramento dos cistos, um choque deles causado pelo ato sexual ou o fato de eles ficarem torcidos ou deixarem torcidas as trompas de falópio.

Como muitos dos sintomas do #cisto no ovário são compartilhados com outros problemas de saúde, tais como cisto maligno e cisto hemorrágico, o (ou a) ginecologista provavelmente lançará mão de exame de ultrassom para realizar o diagnóstico e descobrir de que tipo de cisto se trata.

É essencial que a mulher com esse problema vá ao hospital em ocasiões que se manifeste dor abdominal conjugada a vômitos, perdas de consciência, febre ou respiração rápida.

O problema deve ser tratado se houver a possibilidade de ele ser maligno ou caso esteja causando sintomas. O tratamento dos cistos ovarianos geralmente é feito com a pílula anticoncepcional, já que os hormônios que ela contém (progesterona e estrogênio) ajudam na regulação hormonal do organismo da mulher.

Outra possibilidade de tratamento é uma intervenção cirúrgica para a retirada dos cistos. Casos de cistos cancerígenos, que são relativamente raros (embora mais comuns nas mulheres que já chegaram à menopausa), podem exigir a extirpação dos ovários da paciente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.