Quatro dicas para treinar no período menstrual

5 dicas para prevenir incontinência urinária
31 de julho de 2017
TPM e período fértil : Entenda
2 de agosto de 2017
Show all

Todo mês, a maioria das mulheres apresentam os mesmos sintomas: corpo dolorido e inchado, uma vontade incontrolável de comer doce, cólicas, alterações no humor e por aí vai… É a famosa TPM, conhecida como tensão pré-menstrual, que além de sinalizar que nenhum óvulo foi fecundado, também pode indicar que o corpo não está na melhor hora de se esforçar em uma atividade física. Mas, você conhece bem o seu corpo durante esse período?

Saiba que o ciclo menstrual costuma durar 28 dias e tem quatro fases, o que pode variar de mulher pra mulher. A menstruação é a primeira, que ocorre do 1º ao 4º dia. Em seguida vem a pós-menstrual, que vai do 5º ao 11º dia e depois a intermenstrual, que vai até o 22º dia. A pré-menstrual é a última e acontece entre o 23º e o 28º dia.

Na fase pré-menstrual, devido à influência do aumento nos níveis de progesterona, o desempenho nas atividades físicas sofre redução. Há diminuição na capacidade de concentração e maior fadiga muscular e nervosa. Porém, o ponto crítico mesmo é o período menstrual e uma dica dada por alguns ginecologistas e obstetras é a de se fazer exercícios quando há o aumento da testosterona, hormônio anabólico, que vem depois da menstruação.

Já na fase pós-menstrual, a taxa de estrogênio cresce e há maior secreção de noradrenalina, responsável pela alteração hormonal junto com a adrenalina, a dopamina e a serotonina. É aí que há uma melhora significativa na performance.

Assim, mulheres que apresentam fluxo menstrual normal podem manter normalmente a atividade física durante esse período e aquelas que apresentam um fluxo mais intenso só devem retornar às atividades físicas quando seu fluxo diminuir. Garotas com pouco sangramento e que não têm cólicas não costumam ser prejudicadas pelos exercícios feitos durante o período menstrual.

Vai uma ajudinha aí?

Para amenizar cólicas e dores de cabeça no período pré-menstrual, a corrida é um santo remédio, pois a atividade aeróbica libera endorfina e melhora a retenção hídrica desse período, o que pode ajudar na diminuição dos sintomas.

Na TPM, período de muita cólica, é interessante não ingerir alimentos com sal, álcool e cafeína – inclusive chás. Frutas diuréticas e com bastante água são a melhor pedida, destaque para o abacaxi, a melancia e a mexerica. É preciso também evitar o excesso de açúcar e dar sempre preferência a bebidas como sucos e água.

Disfunção Corporal

A corrida gera um estresse muito grande no corpo, que, aliado às alterações causadas pela menstruação, pode desequilibrar as funções corporais.

A ausência da menstruação em atletas tem alta incidência. É a chamada amenorreia, fruto da repetição de exercícios físicos extenuantes, incidente principalmente em quem tem o índice de gordura abaixo de 22% do peso corporal total.

Dicas de como aproveitar melhor seu ciclo:

Prefira correr depois que seu fluxo menstrual acabar;
Evite cafeína, comidas com muito sal e álcool;
Alimente-se bem e consuma alimentos com muita água;
Tome bastante líquido, principalmente água.

 

Fonte: www.ativo.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.