Como saber se estou perdendo líquido amniótico na urina?

Macarrão e congelados pioram sintomas da TPM; saiba o que evitar
23 de junho de 2017
7 sinais graves de que você precisa ir ao ginecologista urgentemente
26 de junho de 2017
Show all

Aprenda a identificar a perda de líquido amniótico durante a gravidez  e saiba quando procurar por ajuda médica. O líquido amniótico é extremamente importante, pois é ele que protege o bebê contra movimentos bruscos e lesões, mantém a temperatura ideal dentro do útero, evita a compressão do cordão umbilical, auxilia no amadurecimento dos pulmões e sistema digestório da criança e permite que ela se movimente melhor.

Numa gestação saudável, a quantidade de líquido amniótico vai aumentando gradativamente com o passar dos meses, chegando ao limite de um litro.

A perda ocorre no terceiro trimestre, na maioria das vezes de uma única vez, com a ruptura da bolsa e já anunciando a proximidade do parto, mas há casos em que o líquido escapa aos poucos, o que pode acontecer por diversos fatores e deve ter especial atenção.

Como saber se estou perdendo líquido amniótico ?

Uma forma de observação é deitar-se de lado e tossir, caso vaze algum líquido e não consiga controlar a saída, convém procurar um ginecologista.

Muitas mulheres confundem o líquido amniótico com urina, entretanto, enquanto essa é amarela e tem um cheiro característico, o líquido amniótico não tem cor e tem um odor parecido com água sanitária (algumas mulheres não notam cheiro algum). Essa confusão é normal, pois como a bexiga fica pressionada pelo aumento do tamanho do útero, nem sempre é possível controlar a saída do xixi e às vezes ocorrem alguns vazamentos involuntários. Para saber se é realmente o líquido amniótico que está vazando, os médicos recomendam fixar um absorvente na calcinha e verificar o cheiro e a cor do líquido que vazar.

Líquido amniótico ou corrimento ?

Durante a gravidez, ocorre o aumento da secreção vaginal, que permanece durante toda a gestação. Caso seja apenas a secreção, não terá nenhum cheiro, não provocará coceira e nenhum outro tipo de desconforto. Entretanto, algumas secreções possuem outras características, como a candidíase, que provoca o corrimento de um líquido branco e gera coceira, e a tricomoníase, que se associa ao corrimento de uma secreção amarelada ou esverdeada e que apresenta mau cheiro. Nesses casos, também é importante conversar com o ginecologista, pois os corrimentos podem desencadear algum tipo de infecção e afetar a mãe, o bebê ou a ambos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *